A Dor que Ninguém quer Sentir

16:00:00 Catarina Ferreira 0 Comments



Novamente, a recordação do momento inesperado,
O anúncio da sua partida num sussurro sufocado
 
O vazio instalou-se,
A esperança dissipou-se
E a dor que ninguém quer sentir proclamou-se.
 
Fechei os olhos à procura de refúgio
E aí sim, eu vi….
O seu sorriso,
acompanhado pelo brilho no olhar
Como numa noite de luar.
 
Sorri de volta.
A dor acalmou,
O coração acalentou
E a saudade atenuou...
                                                                                     - Catarina Ferreira

0 comentários: