Opinião de Tempo de Ler: Amor Ingénuo

23:31:00 Catarina Ferreira 0 Comments





Queridos Leitores,

Para verem a opinião na integra e versão original visitem o blog:
 
[Tempo de Ler]: Opinião de Amor Ingénuo

O tremendo desgosto do 1º amor… «Amor Ingénuo» levou-me de volta à adolescência, não apenas porque me identifiquei com a dor da protagonista - Samanta - mas também porque me revi em certos dilemas e questões.

Traída não só pelo namorado mas também pelas amigas mais próximas, a dor de Samanta leva-a a desistir parcialmente da vida; toldada pelo receio de voltar a confiar e ser novamente magoada. Ao apostar todas as suas fichas no amor, Samanta não sabia o que isso lhe viria a custar, não só a nível académico mas também em convivência familiar.

Explorando os sentimentos de Samanta, o enredo foca as relações, tanto de amor como de amizade, entre um grupo de jovens adultos, dois tipos de ligação tão importantes, influentes e decisivos na estruturação do futuro adulto… e ainda o papel da família no meio de tudo isto…

Escrito na 1ª pessoa do singular, o livro adquire um tom mais íntimo e pessoal que nos aproxima ainda mais de Samanta, dos seus dilemas, inseguranças, desejos e esperanças.

Há, claro, especialmente a nível de escrita, espaço para melhorias - há-o sempre. Mas o carácter leve e passo rápido tornam a leitura agradável e fácil de acompanhar. À medida que avançava no livro, fui criando afeição pelas personagens e a torcer pela felicidade de Samanta. Foi portanto um alívio quando, no final, tudo se começa a encaixar para ela e a estabilidade assenta finalmente na sua vida.

…Já tinha saudades de acompanhar uma visão mais jovem e inocente do amor…!

0 comentários: